Categoria: Informativos

Tecnologia, mobilidade e inclusão para planos do futuro

A união do que está por vir e do que já temos.

Sabemos que as casas do futuro já são uma realidade. Mesmo um pouco distante,  podemos imaginar residências totalmente vinculadas à tecnologia e mobilidade.

Para as próximas construções, os  chamados “sistemas de automação” prometem ser a peça chave da engrenagem sobre as funcionalidades do lar, acessados a partir de um smartphone, computador ou tablet.

A partir deles, começam a surgir mecanismos que funcionam como o “cérebro da casa”, comandados por inteligência artificial. Assim, serão reconhecidos gestos e vozes, solicitando ligações, pedidos de aumento ou diminuição na iluminação, além de controles específicos, como horários de remédios e sua própria agenda de tarefas.

Outros pilares também fazem parte das idealizações:

Sustentabilidade: deverá ser ainda mais presente nas casas do futuro. Como exemplo, podemos citar os materiais utilizados para iluminação, tanto natural quanto artificial. Eles prometem ser idealizados a fim de oferecer um menor impacto ao meio ambiente, gerando mais economia que atualmente.

Economia: os projetos de geração de energia doméstica, denominados “casas autossustentáveis”, utilizam ainda mais os painéis solares, bastante comuns hoje em dia, e pisos cinéticos. Esses pisos, serão capazes de transformar os seus passos em energia elétrica!

Segurança e mobilidade: considerando todas as projeções, as casas adaptadas para necessidades especiais serão cada vez mais evidentes. Plataformas ou Elevadores de mobilidade e inclusão estarão inseridas nas residências auxiliando a locomoção e aumentando a segurança dos moradores.

Atualmente, os elevadores e plataformas residenciais são implantadas em qualquer tipo de casa, garantindo acessibilidade em ambientes para 2 ou mais andares.

Os projetos arquitetônicos incluem os equipamentos nas residências com versatilidade e design moderno. A maioria deles, além de uma bela aparência, aproveitam melhor os espaços da casa, e tornam o ambiente mais agradável durante o deslocamento de um andar para outro.

Plataforma residencial e escadaria projetadas para valorizar a visão de área verde em residência

A praticidade também é uma importante aliada. Hoje, os novos equipamentos (Elevadores e Plataformas Elevatórias) exigem uma estruturação mais simples e são de fácil instalação, adaptando-se ao local desejado, como os elevadores enclausurados mini.

Conclusão:

O mais importante é pensar no futuro, tanto no seu, quanto nas modernidades que estão por vir.  Com o passar dos anos, as coordenações motoras tornam-se reduzidas, sendo necessários locais adaptáveis para locomoção.

Projetar sua vida daqui a alguns anos é muito mais que luxo: é a realidade para se habituar em qualquer lugar e envelhecer com qualidade de vida.

E você, já pensou nisso?

O primeiro passo é investir na sua segurança e conforto. Para te ajudar, preparamos o ebook “Elevadores Residenciais: o guia completo para você escolher o modelo ideal. Aqui você encontra informações importantes que te ajudam a entender mais sobre instalação, valores de investimento, benefícios, vantagens e modelos.

Clique no link e acesse  ->  https://paginas.moveelevadores.com.br/ebook-elevadores-residenciais

 

7 motivos para instalar um elevador na sua casa!

Melhoria estética: um projeto de construção, apresentado com a instalação de um elevador, agrega estilo e versatilidade ao local. São diversos modelos elegantes que acompanham alguns materiais utilizados no restante da casa, combinando acabamentos, iluminação especial, espelhos nas paredes e no teto, entre outros detalhes.

Valoriza o Imóvel: o imóvel pode aumentar até 30% o valor da venda, dependendo do modelo escolhido para instalação.

Garantia de comodidade e saúde: a facilidade em carregar objetos pesados, móveis ou  compras, torna-se uma tarefa prática e cômoda. Lembre-se: o excesso de peso gera cansaço e ainda pode comprometer problemas na coluna ou dores musculares.

Segurança para viagem: para os períodos de férias, as malas e mochilas vão e voltam  carregadas de roupas, acessórios e presentes. Com ou sem rodinhas, transportadas escada acima por dois ou mais andares, podem sofrer danos, ocasionando transtornos, que poder ser facilmente evitados com a presença de um elevador.

Qualidade de vida: a instalação de elevadores em casas facilita a acessibilidade de portadores de deficiência física, gestantes e crianças.

Investimento para o Futuro: ao envelhecer, a utilização de um elevador na sua residência irá facilitar a mobilidade de um cômodo para outro aumentando a segurança e o conforto.

Fácil instalação: pode ser instalado em qualquer local da sua residência. O ideal é manter um espaço para a locomoção de quem entra e sai do elevador.

DICAS:

Escolha o local certo para a Instalação: instale o equipamento em uma área comum da residência, evitando utilizar ambientes como quartos e salas íntimas.

Informe-se sobre o poço: ele serve para situar a caixa corrida, que fica abaixo do nível do pavimento inferior. Cada tipo de elevador exige uma metragem diferente. Alguns modelos não precisam de poço.

Procure uma consultoria especializada: o profissional auxiliará de acordo com as características do solo e da sua construção.

Invista em empresas certificadas: pesquise por empresas especializadas, aptas a realizar uma consultoria completa. Desde o levantamento dos requisitos e necessidades básicas até a instalação. Solicite orçamentos e informações para que seu projeto seja realizado da melhor maneira possível.

 

Microsoft está criando elevadores inteligentes que sabem quando você quer entrar

Se já temos relógios de pulso inteligentes e eletrodomésticos espertos, por que não elevadores inteligentes também? É a pergunta que a Microsoft fez e, em seguida, respondeu usando o Kinect.

Basicamente, funciona assim: coloque o Kinect em um elevador, treine sua câmera para reconhecer quando as pessoas querem entrar, e ensine-o a abrir as portas automaticamente quando necessário. Inteligente, mesmo!

O projeto foi instalado no laboratório da Microsoft em Redmond (EUA), e é liderado pelo codiretor de pesquisa Eric Horvitz. Na primeira fase, o Kinect foi treinado em um corredor, para observar como as pessoas agem quando querem embarcar no elevador, e quando estão apenas passando.

Na segunda fase, os passageiros poderão interagir com o elevador através de gestos.Horvitz diz ao Washington Post: “algo tão estranho e antiquado como um elevador poderia ter trejeitos bacanas, dizendo: ‘Vai entrar?’ com um movimento da porta”.

Seria algo assim: o elevador abre e fecha a porta rapidamente, para chamar sua atenção, quando não souber se você quer entrar. Você pode então balançar a cabeça com “sim” ou “não”, e o elevador iria entender – no entanto, esta função ainda não foi testada.

Por enquanto, essa tecnologia está restrita ao laboratório da Microsoft. Mas talvez, algum dia, quando você estiver apressado para pegar o elevador, ele abrirá as portas e saberá para qual andar você quer ir. Mais detalhes aqui: [Washington Post]

Imagem: Shutterstock/iurii

Fonte: http://gizmodo.uol.com.br/microsoft-elevadores-inteligentes/

INFRAERO adquire 65 dispositivos de mobilidade para deficientes

A Infraero adquiriu por meio de licitação 65 novos equipamentos que permitem o embarque de passageiros deficientes e com dificuldade de mobilidade em aviões. Os Ambulifts, como são chamados os dispositivos, funcionam como uma espécie de elevador, que transporta o passageiro da pista à aeronave.

Hoje, existem 12 Ambulifts em funcionamento no país e apenas 15 aeroportos brasileiros possuem Fingers, os corredores acopláveis que permitem o acesso direto dos terminais aos aviões. A vencedora da licitação de R$ 42 milhões e fornecerá os 65 Ambulifts à Infraero foi a brasileira Rucker, que fabrica os equipamentos desde 2001.

Fonte: epoca.globo.com